Livro “Tribos” do Seth Godin – Vale a pena ler?

Livro “Tribos” do Seth Godin – Vale a pena ler?

Uma tribo é qualquer grupo de pessoas, grande ou pequeno, que são conectadas a uma outra, a um líder, ou a uma ideia.

O que você faz da vida? O que você cria? Líderes criam tumulto.

Em uma hierarquia, todo empregado tende a crescer até o seu nível de incompetência.

Em outras palavras, quando você executa um bom trabalho, você é promovido. E este processo se repete até que finalmente você acabe em um emprego com o qual não consegue lidar.

Pare e reflita um pouco sobre essa última citação 🤯

Pontos positivos

  • bem fácil de ler, um livro sem capítulos, você pode tranquilamente pegar e ler apenas 1-2 páginas antes de dormir.
  • tem diversos cases e exemplos que ajudam a entender os pontos que o autor faz e servem como inspiração.
  • comprei a versão em português, no formato pocket book da Alta Books, é bem pequena e prática.

Pontos negativos

  • é muito repetitivo. O autor fala as mesmas coisas, os mesmos conceitos pelo menos umas 5-10 vezes no livro.
  • alguma referências a produtos e empresas estão datadas (mas ainda dá pra entender a ideia).
  • é muito teórico e pouco prático.

Pra quem é o livro

Pra quem deseja criar algum tipo de comunidade, como:

Para empreendedores em geral, que desejam aprender mais sobre como a sociedade funciona, o que motiva as pessoas, quais seus anseios mais comuns e outros tópicos do gênero.

Para quem trabalha como “community manager” ou deseja treinar, contratar alguém para essa posição.

E para você, que não se encaixou em nenhum dos grupos acima, mas que ler este post até o final e acha-lo interessante 😁

As melhores partes do livro

Como um líder pode ajudar a aumentar a efetividade da tribo

  • transformar o interesse em comum em uma determinação e desejo ardentes por mudança;
  • prover ferramentas para permitir que os membros se comuniquem melhor;
  • alavancar a tribo para permitir que ela cresça e ganhe novos membros;

A postura de um líder

Se você ouve a minha ideia mas não acredita nela, a culpa não é sua, é minha.

Se você vê o meu novo produto mas não o compra, o fracasso é meu, não seu.

Se você assiste a minha apresentação e fica entediado, a culpa é minha também.

Se você é um estudante na minha classe e não aprende o que estou ensinando, eu o decepcionei.

A “qualidade” dos fãs é mais importante do que a quantidade

Um fã de verdade leva três amigos com ele a um show do John Mayer. Um fã de verdade paga a mais para ter a primeira edição.

E o mais importante: um fã de verdade se conecta com outros fãs de verdade e amplifica o tumulto que o artista cria.

Muitas organizações se importam muito com números, não com fãs. Mas os líderes de verdade têm descoberto que a vitória real está em transformar um fã casual em um fã verdadeiro.

Poucos fãs verdadeiros podem mudar tudo.

Sobre trabalhar com o que amamos

“São quatro da manhã e eu não consigo dormir. Então me sento no lobby de um hotel na Jamaica, e checo meus emails.”

“Um casal passa por mim, a caminho do quarto, a mulher olha pra mim e, em um sussurro diz para o seu amigo: não é triste? Aquele homem vem aqui para passar férias e está preso checando seus emails. Ele não pode sequer curtir duas semanas de folga.”

“Eu acho que a verdadeira pergunta – aquela que eles provavelmente não iriam querer responder – era: não é triste que nós tenhamos um emprego onde gastamos duas semanas evitando as coisas que temos que fazer cinquenta semanas por ano?”

Se este tópico lhe interessa, leia: Pra quem está cursando uma faculdade ou trabalhando com algo que não gosta.

Os elementos chave da criação de um micromovimento

  1. Publique um manifesto.
  2. Permita que seus seguidores se conectem a você facilmente.
  3. Faça com que seus seguidores se conectem facilmente uns aos outros.
  4. Perceba que o dinheiro não é o objetivo de um movimento.
  5. Rastreie publicamente o seu progresso.

Princípios de um movimento

  1. A transparência é a sua única opção.
  2. O seu movimento precisa ser maior que você.
  3. Movimentos que crescem, prosperam.
  4. Os movimentos se tornam mais claros quando comparados ao status quo ou a movimentos que trabalham para empurrar em outra direção.
  5. Exclua os de fora. Quem não é parte do seu movimento é tão importante quanto quem é.
  6. Derrubar os outros nunca é tão bom para um movimento quanto desenvolver os seus seguidores.

Como crescer uma tribo

O crescimento não vem de persuadir os membros mais leais de outras tribos a se juntarem a você. Eles serão os últimos a chegar.

Em vez disso, você encontrará um solo mais fértil entre aqueles que buscam, entre as pessoas que desejam o sentimento obtido ao se fazer parte de uma tribo vibrante e crescente, mas que ainda estão procurando.

Comprometimento é necessário

Se a sua organização exige sucesso antes de comprometimento, ela nunca terá nenhum dos dois.

Grande parte da liderança é a habilidade de permanecer firme em um sonho por muito tempo. Tempo suficiente para que os críticos se deem conta de que você vai chegar lá de um jeito ou de outro… então eles seguem.

Crença

As pessoas não acreditam no que você diz a elas.
Elas raramente acreditam naquilo que você as mostra.
Elas muitas vezes acreditam no que os amigos as dizem.
Elas sempre acreditam no que elas dizem para si mesmas.

O que os líderes fazem: eles dão às pessoas histórias que elas mesmas possam contar, histórias sobre o futuro e sobre a mudança.

1 Comentário

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *