Adie tomar suas decisões sempre que for possível

Adie tomar suas decisões sempre que for possível

Isso é algo que aprendi tanto no meio de desenvolvimento ágil de software quanto no mundo de Lean Startup mas é algo que também aplico na minha vida pessoal. Adiar a tomada de decisões até quando for possível ou até o momento que você poderá agir em cima da decisão tomada.

A primeira razão pra isso é ter o máximo de tempo possível para recolher informações, podendo tomar a decisão da forma mais informada que puder. Afinal, quanto menos achismos e mais fatos tivermos, melhor será a decisão que poderemos tomar.

A segunda razão é que, de um momento para outro, tudo pode mudar. Darei exemplos reais em cada uma das 2 áreas que citei.

No desenvolvimento de software/ produto

A não ser que você possua dezenas de desenvolvedores trabalhando para você, não faz sentido fazer planejamento de funcionalidades a longo prazo pois as prioridades dos projetos mudam constantemente.

Durante o desenvolvimento de um app, a pessoa que o idealizou tinha completa certeza de todas as funcionalidades que o app deveria ter. Alinhamos as funcionalidades iniciais do MVP, e enquanto estávamos o desenvolvendo, o cliente já estava falando sobre funcionalidades que seriam implementadas 6 meses no futuro!

Ele acreditava ter certeza sobre o rumo que o app ia tomar. Dizia que precisaríamos implementar um chat em tempo-real entre os usuários, mas que pra isso funcionar também precisaríamos implementar um sistema de notificações via Push e email…

Porém, 1 semana após o app começar a ser divulgado, um site famoso escreveu um blog post sobre ele, trazendo um grande número de acessos e cadastros, fazendo-o ficar muito lento e as vezes parar de funcionar!

O que foi feito? Continuamos seguindo o plano? Implementamos o chat? Claro que não!

Paramos tudo pra melhorar a performance do app, aumentar a capacidade do banco de dados, dos servidores, consertar os vários “bugs” que começaram a aparecer (afinal, é impossível prever todos os possíveis cenários de uso), etc.

Na vida pessoal

Um exemplo simples ocorreu poucas semanas atrás. Quando estava vivendo em Birmingham, Reino Unido, e decidimos que nosso próximo destino seria Porto, Portugal. A Debs começou a pesquisar apartamentos no Airbnb, comentar comigo sobre eles, me mandar links, etc.

Ela sabia que não iríamos reservar nenhum até o mês seguinte (por questões financeiras) mas por um misto de ansiedade e porque acreditava que ao fazer isso já estaria resolvendo um problema futuro, começou a pesquisar nossa moradia prematuramente.

Isso acaba sendo uma grande perda de tempo pois vários dos anúncios que ela havia visto, poderiam já estar reservados ou indisponíveis quando fossemos realmente efetuar a reserva. Nos obrigando então a refazer toda a pesquisa, re-selecionando nossos favoritos.

Por motivos externos, nossos planos acabam sendo forçados a mudar também. Uma vez havíamos planejado sair de Bali e ir pra China, íamos tirar nosso visto lá na Indonésia mesmo, pois no site do consulado dizia ser possível.

Porém, quando fomos realmente fazer isso, descobrimos que o site estava desatualizado e que não poderíamos tirar o visto. Felizmente perdemos apenas o dinheiro da passagem já que ainda não havíamos reservado o Airbnb.

Mais exemplos

Poderia dar vários outros exemplos no desenvolvimento de software/ produto. Em inúmeros projetos que trabalhei, o cliente chegava com uma enorme lista de funcionalidades, falando que todas eram necessárias para o app ser um sucesso.

Juntos selecionávamos algumas para a versão inicial. Usuários começavam a usar o app e davam feedback. O cliente analisava as métricas de uso do app e as métricas de marketing. Com base nisso tudo, ele semanalmente definia no que iríamos trabalhar naquela semana.

Depois de alguns meses de desenvolvimento, era lindo mostrar a ele que várias das coisas que ele acreditava ser imprescindíveis para o projeto, ainda estavam no backlog! Que nunca haviam sido priorizadas.

Por que não? Porque as prioridades mudaram com o choque de realidade trazido por pessoas de verdade usando o produto!

When reality finally hits you

Pare agora e reflita por 1 minuto

Como esse princípio pode lhe ajudar? Você consegue pensar em situações onde você planejou muito a frente e depois viu que foi uma grande perda de tempo?

Tente sempre otimizar seu tempo e os seus esforços. Assim você vai ter mais tempo pra jogar videogame 🤓

2 Comentários

Responder Sandro Luiz Cancelar a resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *